Parques pelo mundo: Jardins de Boboli

Parques pelo mundo: Jardins de Boboli

Bem-vindos a uma verdadeira viagem pela história da Itália. Estamos falando dos Jardins de Boboli, criado em 1418, em Florença, quando Luca Pitti comprou um terreno a sul do rio Arno para construir um magnífico palácio. Porém, o Palácio Pitti, como ficou conhecido, só iria ser real naquele local quarenta anos mais tarde. A espera valeu a pena!

O paisagismo do jardim foi encomendado a Niccolò Tribolo, antigo arquiteto da família Médici, e foi completado por Bartolomeo Ammannati, após a morte súbita de Tribolo. A obra ainda tem contribuição de Giorgio Vasari e Bernardo Buontalenti e abriga peças que datam desde o século XVI até o XVIII.

 O complexo possui uma arquitetura simples que permite que você veja tudo em um dia, compreendendo todos os ambientes, como se fosse um pátio. Ao longo da sua visita, você passará por muitas obras de arte belíssimas e com um rico contexto histórico de cada época em que foram construídas. Além de tudo o que o parque tem a oferecer aos seus turistas, lá você terá uma das vistas mais incríveis da cidade. Imperdível não ir a esse lugar maravilhoso!

O local é repleto de estátuas, plantas, flores, grutas e edifícios belíssimos. O Jardim do Cavaleiro (Giardino del Cavaliere), construído sobre parte das muralhas concebidas por Michelangelo em 1529, é um dos destaques do local. O Casino del Cavaliere, que antigamente era um lugar de recreação dos Grão-Duques da Toscana, hoje abriga o Museu da Porcelana (Museo delle Porcellane).

Outro importante edifício do jardim é a Kaffehaus, um incrível pavilhão rococó com detalhes que mostram muito bem as particularidades do estilo de Florença!

 Uma das características mais interessantes do parque são suas grutas. A Gruta da Madame (Grotta di Madama), concebida por Tribolo e ricamente decorada com esponjas e estalactites, merece a visitação. Porém, o passeio mais bonito é pela Gruta de Buontalenti (Grotta del Buontalenti) construída entre 1583 e 1593. O local possui três salas, completamente decoradas com estalactites, esponjas e estátuas num estilo claramente alquímico. Este local é uma obra-prima para fãs de arquitetura e escultura! Imperdível.

As avenidas que ladeiam o parque são cheias de estátuas maravilhosas e detalhes. Gaste seu tempo observando cada uma delas e sua história.

A entrada ao parque é paga. Os bilhetes custam 7 euros e, além da entrada para o parque, dão direito à entrada aos museus do complexo: Museu da Porcelana, Museu da Prata e Museu do Traje. O horário de funcionamento varia conforme a estação do ano, portanto, verifique no site antes de ir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *