O designer do inesperado: Marcel Wanders lança livro e ganha mostra na Holanda

O designer do inesperado: Marcel Wanders lança livro e ganha mostra na Holanda

Ele nasceu em Boxtel, Holanda, em 1963, e graduou-se pelo ArtEZ Institute of the Arts. Em 1995, abriu seu estúdio e, um ano depois, atraiu a atenção do mundo com a icônica Knotted Chair, cadeira cuja trama é feita à base de arame e fibras de carbono.

Estamos falando de Marcel Wanders, que há mais de 25 anos surpreende com suas criações, sempre carregadas de muito conceito, toques de humor, experimentações com materiais e a união de técnicas artesanais e industriais – que ultrapassam as barreiras da funcionalidade.

expomateria2

Pôster da exposição de Marcel Wanders no Stedelijk Museum. Descalço, posicionado como uma “grande borboleta sem asas”, como escrito abaixo da foto, seus braços e pernas estão estendidos e ele está preso na moldura. A arte captura perfeitamente o espírito fantástico, alegre e às vezes excêntrico do designer. Crédito: Divulgação

O designer acaba de lançar o livro Marcel Wanders Pinned Up, que reúne criações dos seus últimos 25 anos de carreira. Em paralelo, suas obras estão expostas, desde 1º de fevereiro, no Stedelijk Museum, em Amsterdã, na Holanda. Trata-se da maior apresentação já realizada com o seu trabalho, que vai até 14 de junho.

Wanders sempre deixou muito claro seu papel: criar ambientes de amor, como ele próprio disse em diversas ocasiões. O usuário está no centro do seu processo criativo e sua intenção é conceber produtos que sejam percebidos com os olhos, com a mente e com o coração.

materia1

Da esquerda para a direita: Knotted Chair, Egg Vase e Monster Chair. Segundo a descrição dessa última, no site da Moooi, a cadeira simboliza a eterna batalha entre as forças opostas da vida, que podem ser facilmente reconhecidas em nós mesmos, se tivermos coragem de abrir os olhos. Crédito: Divulgação

A sustentabilidade é outra característica marcante de seus trabalhos – e, para ele, fundamental ao design. A pessoa deve desenvolver uma relação de carinho com o produto, estimando-o, em vez de descartá-lo.

Comunicador nato, ele também explora sua visão de mundo por outros meios, como a fotografia. Alguns exemplos são os editoriais publicitários que já dirigiu. Já fez vários deles para a Moooi, marca da qual é cofundador. Certa vez, ele declarou que a fotografia é a mídia mais influente, uma vez que permite realidades mais bizarras se parecerem normais, como a garota da porta ao lado.

wandersmateria3

Obras de Marcel Wanders no Stedelijk Museum, na Holanda. A exposição é a maior retrospectiva de sua carreira. Crédito: Divulgação

No vídeo sobre sua recente exposição (que você confere abaixo), divulgado no site da Moooi, ele deixa bem claro qual é a sua relação com o design.

“Quando eu era criança, adorava fazer presentes para dar às pessoas. Gostava de surpreendê-las, de ver que elas os apreciavam. Em minha opinião, um bom presente celebra a relação entre quem o dá e quem o recebe. E é justamente por isso que gosto de fazer presentes e que gosto do design”.

A foto de abertura mostra um dos ambientes da exposição dedicada a Marcel Wanders, que acontece no Stedelijk Museum, em Amsterdã, na Holanda.

Assuntos: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *