DIY: quando a criatividade dispensa altos investimentos.

DIY: quando a criatividade dispensa altos investimentos.

O nome DIY vem da expressão inglesa “do it yourself” ou “faça você mesmo”. Isso mostra o quanto a customização está em alta no décor. E, ao contrário do que prega o senso comum, as criações feitas em casa podem resultar em peças sofisticadas, agregando valor estético ao projeto, sem pesar no bolso.

A primeira regra para decidir se a decoração será feita com peças em Do It Yourself ou com móveis planejados de uma grife, é o espaço. Se seu apartamento for pequeno, fique de olho nas lojas que já vendem móveis compactos, prontos para serem personalizados e pintados. O mercado já oferece essa opção, o que ajuda na sua escolha.

Tenha em casa algumas ferramentas úteis para usar em customizações: pistola de cola quente, pincéis para pintura, grampeador de tapeceiro, furadeira e cortador circular.

Porém, você não precisa iniciar suas aventuras no DIY com móveis inteiros. Para testar suas habilidades, comece com itens menores. Fazer reciclagem é um caminho para fazer uma decoração barata e bonita na sua casa. Você pode aproveitar objetos que estão sem uso, como por exemplo, garrafas de vidro de bebidas que já acabaram e cúpula de vidro de lâmpadas. Elas podem se transformar em vasos, abajures e outros itens de decoração.

Uma opção que parece rústica, mas pode se transformar em peças incríveis para a sua casa, são as caixas de feiras e os palets. Esses itens podem ser pintados, envernizados e até colados para virar uma charmosa mesa de centro, uma estante ou até base para sua cama.

Pode dar a sugestão sobre usar pallets, pechinchar móveis em “brechós” para restauração e luminárias com eletrodutos e conduletes. Acredito que adesivos não seja muito adequado.  Além de ótimos resultados, o Faça Você Mesmo ainda vai lhe render muitos elogios de suas visitas.

diy-01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *