Ceia de Natal vegetariana: recebendo com sabor e criatividade

Ceia de Natal vegetariana: recebendo com sabor e criatividade

A noite de Natal se aproxima e os preparativos para a ceia estão a todo vapor. Alguma confusão pode surgir se você for receber algum familiar ou amigo que é vegetariano. A verdade é que eles costumam sofrer nesta época do ano. “Meu primeiro natal como vegetariana foi bem difícil: comi só arroz e alface”, conta a chef Paula Lumi, do blog de receitas Presunto Vegetariano.

Mas não é preciso entrar em pânico. Existem centenas de pratos simples e muito saborosos para carnívoro nenhum botar defeito. Primeiro você precisa saber se seu convidado é ovo-lacto-vegetariano ou vegano. Os primeiros consomem ovos e os derivados do leite. Já os últimos têm uma dieta mais restrita, ficando longe de qualquer produto de origem animal. Isso é importante para saber se você pode usar ingredientes como manteiga e gelatina nas preparações.

Confira a seleção de receitas do Morar Kallas.

Entrada: Petisco crocante de tofu

petisco-de-tofu-vegano

Versátil, o tofu pode protagonizar receitas doces e salgada, além de fazer parte até mesmo da dieta onívora (fotos: divulgação)

Indicado para toda a família, o “queijo de soja” é um alimento muito nutritivo. Além de ser rico em proteínas, ele possui isoflavonas, que ajudam no combate à osteoporose e aos sintomas da menopausa. 100 g do alimento possuem apenas 70 kcal.

Ingredientes:

4 xícaras (de chá) de tofu picado em cubos
1/4 de xícara (de chá) de azeite
1 colher (de sopa cheia) de orégano
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Corte o tofu em cubos de de 2,5cm x 2,5cm, aproximadamente. Coloque em uma assadeira antiaderente e adicione o azeite, o orégano, o sal e a pimenta. Mexa com cuidado para não desmanchá-los r o tofu, e deixe descansar na geladeira por meia hora. Asse em forno médio pré-aquecido por 45 minutos ou até dourar.

Essa receita custa em média R$ 8,00 e é ideal para os veganos, ou seja, para quem não consome nenhum tipo de proteína animal.

 

Prato principal: Risoto com shitake e sementes de girassol

risotto-de-shitake-vegano

Quem não é vegetariano pode acompanhar esta receita de carne assada e até peixes como o salmão e o robalo. (fotos: divulgação)

Muito saborosos, os cogumelos são aliados da boa nutrição. O alimento possui alto índice protéico e poucas calorias. Já a semente de girassol é rica em fibras e promove a sensação de saciedade. Nesta receita, se seu convidado for ovo-lacto-vegetariano, use manteiga para dourar a cebola e polvilhe com queijo parmesão ao servir. A gastrônoma Naa Veggie, do blog Chubby Vegan, alerta que, para que o risoto fique com a consistência e o sabor corretos, é preciso usar um arroz arbóreo de ótima qualidade.

Ingredientes:

– 1/2 xícara (chá) de shitake desidratado
– 1L de água com 2 cubos de caldo de legumes
– 5 colheres (sopa) de azeite de oliva
– 1/2 cebola em cubos pequenos
– 1 e 1/2 xícara (chá) de arroz arbóreo
– 3/4 xícara (chá) de vinho branco seco
– Sal, pimenta e orégano a gosto
– 1/4 xícara (chá) de sementes de girassol

Modo de preparo:

Hidrate o shitake no caldo de legumes quente por meia hora. Retire, esprema bem e pique grosseiramente; reserve o caldo. Em uma panela funda, refogue a cebola no azeite até dourar. Depois acrescente o arroz, aumente o fogo e mexa até que este fique bem brilhante. Esse processo é conhecido como tostatura. Adicione o vinho branco deixe evaporar bem, até que o arroz quase grude no fundo da panela. Coloque uma concha de fundo de legumes mexendo constantemente. Repita esse processo algumas vezes. Aos 12 minutos de cocção adicione o shitake e tempere com sal, pimenta e orégano. Entre 16 e 18 minutos o arroz está al dente e é hora de acrescentar as sementes de girassol e misturar bem. Adicione azeite de oliva e mexa vigorosamente até que fique cremoso e emulsionado. Este processo deve ser feito fora da chama do fogão e se chama mantecatura. Servir imediatamente, finalizando com azeite de oliva.

 

Sobremesa: Mousse de goiabada

mousse-goiabada-vegetariana

A Mousse de Goiabada rende, aproximadamente, quatro porções bem servidas. (fotos: divulgação)

A fruta tropical é rica em vitamina C e ajuda a combater o mau colesterol, além de ser pouco calórica. Esta receita, do blog Presunto Vegetariano, é vegana, mas pode ser facilmente adaptada à dieta ovo-lacto-vegetariana.

Ingredientes:

2 xícaras (de chá) de leite de soja ou de amêndoas (ou leite normal)
1 xícara (de chá) de goiabada picada
1 colher (de sopa) de suco de limão
2 colheres (de chá) de ágar-ágar (ou gelatina incolor)
1/4 xícara (de chá) de leite vegetal (ou leite normal)
1/2 xícara (de chá) de creme de leite de soja (ou creme de leite tradicional)

Calda:

1 xícara (de chá) de água
1/2 xícara (de chá) de goiabada picada
1/2 xícara (de chá) de açúcar cristal

Modo de preparo:

Em um liquidificador, bata as duas xícaras de leite vegetal com a goiabada picada e o limão espremido até ficar uniforme. Misture o ágar-ágar com o 1/4 de xícara de leite vegetal e reserve. Em uma panela em fogo médio, coloque a mistura do liquidificador e deixe ferver (os pedacinhos de goiabada se derreterão nesta etapa). Quando estiver borbulhando, acrescente a mistura do ágar-ágar com o leite vegetal, misture por 1 minuto e desligue. Acrescente o creme de soja, misturando novamente até ficar uniforme. Coloque a mistura em taças e espere esfriar para levar à geladeira. Deixe gelando por cerca de 4 horas. Para a calda, mistura em uma panela a água, a goiabada e o açúcar. Deixe ferver e encorpar, mexendo para evitar que a mistura queime. Desligue o fogo e espere esfriar. Jogue a calda sobre a mousse.

 

Com estas receitas light e saborosas, até quem não é vegetariano vai considerar adotar a dieta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *