Aprenda a fazer um risoto com a alcachofra

Aprenda a fazer um risoto com a alcachofra

O auge da colheita da alcachofra vai de agosto a dezembro. Além de saborosa, a planta é rica em nutrientes e possui capacidades medicinais poderosas, que ajudam a baixar o colesterol, combater a anemia e regular os níveis de açúcar.

Antes do preparo, corte as pontas das folhas para não atrapalhar no manuseio. Em seguida, ferva a alcachofra com sal ou a vapor de 20 a 45 minutos, até que esteja macia. Você sabe que está pronto quando você puxa uma folha e ela sai facilmente. Depois disso, deixe-a escorrendo de cabeça para baixo (fotos: wikihow / Creative Commons)

Antes do preparo, corte as pontas das folhas para não atrapalhar no manuseio. Em seguida, ferva a alcachofra com sal ou a vapor de 20 a 45 minutos, até que esteja macia. Você sabe que está pronto quando puxa uma folha e ela sai facilmente. Depois disso, deixe-a escorrendo de cabeça para baixo (fotos: wikihow / Creative Commons)

Com sabor suave, ela é usada para dar um toque refinado a qualquer receita, seja ela salgada ou doce. “Alcachofra é um ingrediente bem eclético e dá para ser usada com vários pratos, desde entradas até pratos principais. Pode ser servida em forma de flor –  nesses casos como entrada – , com algum recheio. Ou mesmo pura, molhando em manteiga derretida”, falou Cecília Padilha, autora do blog Yes We Cook.

Remova as folhas exteriores uma por uma e segure como uma batata chip. Dê uma olhada nela, dá para ver claramente a parte comestível. Ela tem uma cor mais clara e está na base da folha, onde estava ligada ao coração. Algumas pessoas usam o talo para fazer sopas e saladas. Neste caso, certifique-se de fervê-lo mais alguns minutos (fotos: Wikihow / Creative Commons)

Remova as folhas exteriores uma por uma e segure como uma batata chip. A parte comestível tem uma cor mais clara e está na base da folha, onde estava ligada ao coração. Algumas pessoas usam o talo para fazer sopas e saladas. Neste caso, certifique-se de fervê-lo mais alguns minutos (fotos: Wikihow / Creative Commons)

De acordo com ela, para poder consumir o botão da flor, são necessários alguns cuidados. O primeiro deles é saber quais partes da planta são comestíveis. Esqueça-se das pontas das pétalas, que podem causar desconfortos intestinais. A iguaria está escondida na sua base, no espaço que se gruda ao pé, onde há um tipo de “carne” macia.

Descarte as folhas em um recipiente ou em uma pilha no seu prato. Continue até chegar às folhas menores do centro que não possuem muita polpa. Dependendo do quão cozida está a alcachofra, às vezes é possível remover todas as folhas de uma vez (fotos: Wikihow / Creative Commons)

Descarte as folhas em um recipiente ou em uma pilha no seu prato. Continue até chegar às folhas menores do centro que não possuem muita polpa. Dependendo do quão cozida está a alcachofra, às vezes é possível remover todas as folhas de uma vez (fotos: Wikihow / Creative Commons)

Já no seu “miolo” está o seu pedaço mais nobre, o chamado fundo da alcachofra. Mesmo assim, há quem também aprecie o talo da flor para fazer sopas e saladas.

Remova as fibras restantes batendo suavemente com um garfo ou com a parte cortante de uma faca até chegar ao fundo/coração. Esse é um passo muito importante e muitas pessoas cometem erros sem as instruções adequadas (fotos: Wikihow / Creative Commons)

Remova as fibras restantes batendo suavemente com um garfo ou com a parte cortante de uma faca até chegar ao fundo/coração. (fotos: Wikihow / Creative Commons)

Outro detalhe importante a saber antes de bancar o mestre cuca é descobrir qual o modo de preparo correto para a alcachofra. O mais comum e usual é fazer o cozimento da planta antes de se deliciar. “Para cozinhar a alcachofra basta acrescentar água numa panela e cobri-la até a metade. O ponto ideal é quando você quando puxar a folha e ela sair com facilidade. Este processo dura aproximadamente 30 minutos. E assim que estiver pronta, ela deve ser consumida em seguida”, explicou Cecília.

Depois de todo este trabalho, finalmente você tem em mãos o fundo – ou coração – da alcachofra. A parte nobre da flor é a única utilizada por chefs e cozinheiros experientes (foto: Wikihow / Creative Commons)

Depois de todo este trabalho, finalmente você tem em mãos o fundo – ou coração – da alcachofra. A parte nobre da flor é a única utilizada por chefs e cozinheiros experientes (foto: Wikihow / Creative Commons)

A partir daí, é só experimentar uma das mais gostosas iguarias que a primavera traz. E para colocar o seu gosto à prova, Cecília sugeriu uma receita própria de risoto de alcachofra que promete não deixar dúvidas quanto ao delicioso sabor da planta. Confira:

Risoto de alcachofra

 

Com as melhores partes da alcachofra em mãos, faça um risoto para matar a fome (foto: shutterstock)

Com as melhores partes da alcachofra em mãos, faça um risoto. (foto: shutterstock)

 

Ingredientes (para 2 pessoas):

1 xícara de arroz arbóreo
1 dente de alho picado
1 colher de sopa de manteiga
1/2 cebola picada
1/2 xícara de vinho branco seco
Caldo de frango ou legumes
3/4 de xícara de corações de alcachofra
2 colheres de sopa de parmesão ralado na hora
Pimenta Rosa para decorar

Modo de preparo:

Primeiro frite a cebola na manteiga, em fogo baixo. Depois coloque o caldo de galinha ou legumes e o arroz. Acrescente o vinho branco, que dá um toque especial. Mexa o arroz até que o vinho esteja quase todo evaporado para só então colocar a água, o sal, o parmesão e a alcachofra.

Deixe a panela tampada por 10 minutos para o arroz cozinhar. Desligue o fogo, mas espere mais 10 minutos com a panela tampada e abafada para o risoto absorver os temperos.

Assuntos: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *